sábado, 4 de maio de 2013

Sou um adicto ou seja um dependente de drogas


Como você se identifica se é um dependente alcool e drogas?

Ou seja, um Adicto


Se você for honesto com você no que vem abaixo fica mais fácil o tratamento.

O Dependente de álcool ou drogas tem um nome técnico que é Adicto que traduzido quer dizer escravo de alguma coisa, pode ser de ,álcool drogas ,sexo, comida, jogos, cigarro etc. tudo que envolve obsessão e compulsão.

É uma doença espiritual e emocional física, mental .

Mas aqui vamos abordar somente sobre álcool e drogas. E para simplificar vamos colocar o álcool como droga, que não deixa de ser porque é químico e as destruições da vida são parecidas, vai facilitar a leitura .

Normalmente você percebe que é um adicto porque utiliza muitas vezes drogas para fazer suas atividades diárias.

Simplificando o adicto é um homem ou uma mulher controlada pelo uso de drogas e hoje em dia colocamos até adolescentes e crianças nesta situação.

Esta doença é progressiva e sempre termina em prisões, grandes perdas, ,instituições, abandono e morte se não for detida . A adicção não tem cura, somente controle através de programas de recuperação, aqui vamos abordar os 12 passos que é o que se tem mostrado mais eficiente.

A doença tem comportamentos anti-sociais mesmo sem o uso de drogas.

Acontece que quando usamos drogas estes comportamentos se afloram, nos tornamos mais hostis e egocêntricos e uma tendência a isolamento pois não nos encaixamos na sociedade.

Algumas pessoas não aceitam que são adictos mesmo com os sintomas da doença .

Algumas das nossas atitudes davam certo o que nos deixava confusos .como ficávamos nesta gangorra de aceitação dos nossos comportamentos , ficávamos confusos e nos isolávamos, estávamos nas garras da doença.

Usávamos drogas para nos aliviar, e realmente nos sentimos melhor, só que quando o efeito passava, vinha a depressão, usávamos mais ou trocávamos de drogas, ou misturávamos elas, que se chama usuário cruzado para aliviar a nossa dor. Mas quando o efeito passava a depressão éra tão grande, que entrávamos em um processo que se chama auto- piedade que é um dos sentimentos mais destrutivos da doença .

Vivemos num mundo racionalizado para poder usar , egocêntrico, e negávamos a doença. Estávamos bem próximo do fundo do posso, só não digo que chegou porque cada um tem seu fundo do posso sempre tem mais um pouco para cavar este fundo se você não pedir ajuda para sair dele.

Algumas pessoas chegam a pensar em suicídio como uma saída mais fácil para os problemas.

Se a pessoa conseguir sair deste processo de auto piedade muitas vezes ela melhora fisicamente se alimenta melhor tem uma vida regrada durante algum tempo, para poder usar drogas de novo achando que pode usar tendo controle sobre as drogas , mas logo ira voltar ao uso como antes ou pior.

A adicção não tem cura mas tem controle e um deles é não usar drogas porque somos alérgicos.

Muitos deles acham que não tem problemas porque estão sempre no uso.

Com a adicção na ativa esquecemos como se faz as coisas mais simples como brincar, expressar seus sentimentos Etc...Quando você parar de usar você terá que aprender estes comportamentos e sentimentos.

Se continuarmos a usar esporadicamente, nos tornaremos , como o médico e o monstro, até o ponto que o médico morre e o monstro assume e sobrevive. Ficamos confusos e fica difícil deixar os velhos hábitos.

Somos pessoas com tolerâncias diferentes a dor.

Isto acontece com o adicto, isto é a sua auto- suficiência pode ser diferente de pessoa para pessoa, ou seu seja o seu orgulho.

Assim acontece na doença alguns se tornam incontroláveis mais cedos que os outros , mas a decadência acontecerá em ambos os casos.

O processo de destruição completa chegara para ambos em tempos diferentes, mas acontecera se não for detida a tempo

Ficamos aprisionados em nossas mentes e nos sentindo culpados.

Nas tentativas de nos mantermos limpos sempre falhamos.

Temos que aceitar a doença para pedir ajuda para entrarmos em recuperação para não enfrentarmos o caminho de destruição e morte.

A melhor saída é procurar os caminhos de N/A para termos a oportunidade de um novo modo de de vida com uma vida que vale a pena ser vivida.