sábado, 25 de maio de 2013

Nova droga é fabricada em ´Fundo de Quintal


A investigação do caso indica que o pó branco adicionado ao vinho das adolescente foi a "love drop", ou "gotas de amor". Trata-se de mais uma das drogas novas que aparecem todos os dias e assustam os médicos. Esse grupo de entorpecentes também é conhecido como "street drugs" ou "rave drugs".

"Temos notado o aparecimento da love drop no último ano, mas ainda não temos um trabalho estatístico", explicou o psiquiatra Danilo Antonio Baltieri que atua no setor de prevenção do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas (Grea), da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo ele, a love drop pertence ao grupo do GHB (gama-hidroxibutirato). "É oferecida como se fosse ecstasy líquido, mas é só propaganda, porque não tem nada a ver com o original", explicou o psiquiatra. O ecstasy verdadeiro é chamado de droga do amor.

Como as drogas do GHB, a love drop atua como depressora do sistema nervoso central. Tem uma função similar a de um neurotransmissor do cérebro. A droga combinada com o álcool faz com que a pessoa perca as defesas, o senso crítico e o corpo fica sem controle. O usuário pode ter um transtorno amnéstico e não lembrar do que aconteceu.

O psiquiatra afirmou que estudos internacionais da psiquiatria forense apontam que entre 30% a 70% das mulheres que foram vítimas de estupro tinham utilizado álcool ou drogas ilícitas ou por vontade própria ou obrigadas pelos agressores. "A possibilidade de defesa fica reduzida", salientou o especialista, que trabalha em um setor de emergência psiquiátrica e recebe pessoas vítimas de várias drogas, inclusive a love drop.

O médico explicou que a droga pode causar danos cerebrais e sociais com uso prolongado. Entretanto, ingerida em uma grande quantidade de uma só vez, também pode trazer sérias conseqüências, provocando até mesmo coma temporário e perda da consciência.

Um dos problemas da love drop, de acordo com o especialista, é que ela é fácil de ser obtida.

"Pode ser fabricada em fundo de quintal", disse. Um dos princípios é encontrado em remédios usados em academias para se ganhar massa muscular.

Para ele, o mais importante é investir em prevenção, principalmente diante do grande número de drogas novas que aparecem todos os dias.