sábado, 4 de maio de 2013

Recuperação e Recaida 


Quando refere-se a drogas também inclue o álcool.


Para várias pessoas a recuperação é uma questão de não usar drogas, depois que você faz parte da irmandade de N A uma recaída póde nos provocar uma experiência muito desagradável que é provocada pelo auto engano que esta tudo bem, que você ainda esta no controle, por já ter passado por esta experiência e que você pode escolher um outro caminho para uma nova recuperação. Mas só é possível se você realmente parar de usar drogas para você poder tomar uma decisão mais acertiva e tomar o rumo da sua recuperação. A vontade de sair do programa de recuperação é tentadora pois temos um poder maior que nós destrutivo que nos acompanha e os velhos hábitos nos perseguém pois nossa vida é monótona sem o uso das drogas .

Como mudamos muitas vezes , póde haver restrições pelos nóvos hábitos.

Praticar os 12 passos exige muito esforço físico e mental, temos de estar sempre de mente aberta, temos que sempre que focar na recuperação e não só em não usar drogas.

Sempre haverá restrições as mudanças que tem que ser feitas.

Se sobrevivermos a uma recaída póde-se acabar com um processo que nos destruía.

As veses um exemplo de pessoas que se deram mal, póde te levar a uma ação positiva pessoal. Temos visto vários adictos em recuperação recaírem, esquecendo que a droga na maior parte das veses é o que começa o processo. As veses tentamos trocar a droga não adianta ,nenhuma vai funcionar para um adicto. A recaída é uma realidade e realmente acontece se não praticarmos o programa diariamente, temos que lembrar todos os dias do lema, Só por Hoje.

A recaída póde ser mortal ou deixar sequelas como loucuras ,abandono, internações ou prisões. Se seguirmos o programa corretamente não teremos reservas, é a única maneira de ficar limpos . É preciso tomar muito cuidado achando que com drogas nóssa vida ficaria mais fácil, mas temos que sempre lembrar que com o uso estaremos em perigo. Não podemos deixar que nossa auto estima diminua em todas as áreas da nossa vida . Temos que praticar os doze passos todos os dias e frequentar reuniões se não a programação para, provavelmente vamos nos isolar com comportamentos doentios, nos isolar e voltar a usar drogas.

Quando há uma grande mudança em nossa vidas sem a pratica dos passos poderemos voltar a usar drogas.

A Obsessão é normal entre os adictos, e nos leva a tomar decisões em nossa próprias manipulações, nos deixa arrogantes , achamos que podemos resolver tudo sozinhos, e a doença se aflora. Ai a nossa única saída é voltarmos a irmandade.

Não nos recuperamos sozinhos mas há uma tendência de racionalizarmos para apagar para apagar o rastro de destruição que deixamos.

Algo em nós clama, para o fracasso e caímos na auto piedade que é um dos defeitos mais destrutivos, pois nos desanima,mudamos nósso ponto de vista e perdemos o desejo de viver, alguns não voltam mais. Temos que ter outra postura de vida. É o que o N A tenta fazer, viver sem drogas.

As veses demora para cair a ficha para o adicto , porque não c ompreendíamos a doença. As vezes confundíamos o nosso comportamento com a doença,lentamente vamos confiando mais , nosso égo aumenta e achamos que não precisamos mais da programação. A Arrogância é um sinal vermelho.

Os sinais da doença voltam, sentiremos vontade de usar, temos que nos tocar, ou ser sinalizados para voltar ao programa, e se esquecermos o esforço e trabalho pela nossa liberdade e gratidão por estarmos limpos. Ai corremos um grande risco de recair e podemos morrer.

Em vez de usar as ferrementas do programa , voltamos ao isolamento se não voltarmos ao programa de N A existirá uma ameaça de morrermos. Os sintomas e sentimentos que vivemos no final do uso é muito mais forte, isto certamente nos destruirá se não nos rendermos a programação do N A novamente

Para náos é morrer em tudo na vida na recaída, a aceitação a tudo e a todos será de grande dificuldade. A realidade nos assusta porque ficamos exigentes com tudo com nós e com todos .

Os relacionamentos vão se tornar um pesadelo, tentamos racionalizar e ficamos frustrados com as coisas que não dão certo.

Solidão , desespero, ansiedade e desamparo, começam a aflorar. Ficamos orgulhosos e não pedimos ajuda, a nossa mente começa a fechar.Precizamos de algúem de mente aberta para nos sinalizar.

É importante compartilhar partilharmos sentimentos porque perdemos interesse pelas reuniões. Normalmente somente as pessoas de N A podem compreender estes sentimentos, se fizermos isto o desejo de usar vai passar. A progressão da doença é um processo constante. Chegamos aqui impotentes , o importante é nos manter limpos e na irmandade, precisamos de pessoas com experiência na programação.