segunda-feira, 18 de março de 2013

Um mal chamado retorno!!!

Oi Amigos!!!

No programa aprendi que não podemos dar retorno, pois o retorno é aquele pitaco que pode ter um resultado desastroso, porque por mais que nossas histórias sejam parecidas elas jamais serão iguais, afinal as pessoas podem até sofrer do mesmo mal, mas a forma como elas encaram sua própria dor, sempre é diferente!!!!

Aprendi que nem toda partilha é um pedido de Retorno! e,
Aprendi que quando alguém me pede um retorno, o que posso fazer é dividir minha experiência, e no caso de eu nunca ter vivenciado ou na situação de eu não compreender os sentimentos do meu companheiro, temos sempre a opção de consultar a literatura ; "Princípios acima de Personalidades".
Eu entendo quem julga, quem dá retorno, quem acha "absurdo", mas acho que já somos tão subjugados pela sociedade que se começarmos a julgar uns aos outros isso aqui vai virar uma zona de guerra, e por experiência própria, já ví muitos recém - chegados não voltarem nunca mais por que entenderam que em nada seriam ajudados.
Quando a gente dá retorno, corre o risco de reprimir a pessoa que partilha, fazendo com que ela crie o medo de ser julgada, e assim acaba sofrendo sozinha, e como acredito que dor dividida é dor diminuída, tenho o cuidado de não julgar ninguém, afinal de contas não estamos aqui para ditar regras, ou para dizer o que os outros devem ou não fazer, estamos aqui para DIVIDIR FORÇA, FÉ E EXPERIÊNCIAS!

Partilhamos o que deu certo e o que deu errado, sem querer que os outros sigam nossos passos, afinal os passos a serem seguidos são os 12passos, e como você fará para segui-los. Afinal a recuperação é individual!!!

Minha madrinha tem uma concepção diferente de mim, em relação a recaída e internação, para ela, toda vez que seu familiar recai - ela interna. Esse companheiro já foi internado mais que 20 vezes, alguns podem dizer que ela é louca, que "se fosse eu já teria desistido!", ela diz que "Uma hora ele vai se cansar de ser internado e perder a vida numa clinica e decidirá se recuperar!", quer saber? Eu a apoio, mesmo não concordando, eu apoio, afinal só quem sabe a dor de abrir mão desse familiar é ela!!! No final das contas ele está limpo a mais de dois anos!!


Um companheiro , grande amigo meu, eu o amo de paixão!! Na época de Ativa, tentou fazer o tratamento de Redução de Danos - não deu certo, tentou NA - não deu certo, foi internado - começou a dar certo e por final encontrou sua recuperação na religião! - Eu concordo? Eu não tenho nada que concordar ou não, apenas aceito e procuro aprender com esse companheiro para quem sabe poder ajudar outros com a experiência dele.

Uma amiga, que amo de paixão, e que conheci depois de ela se tornar noiva do companheiro da historia aí de cima - conheceu esse meu amigo, na época da ativa dele - ele claro escondeu esse problema dela até onde pode, um dia, confessou que tinha problemas com drogas. Ela decidiu ficar ao lado dele, passou pela internação dele como namorada, ficou noiva, e decidiu que queria se casar com aquele homem, se casaram, ela batalhou duro por esse casamento, decidiram ter filhos, tiveram... Hoje sempre digo a ela que eu não teria coragem para fazer metade do que ela fez por esse companheiro, na verdade acho que não teria coragem de fazer o que ELES FIZERAM JUNTOS!!! - Hoje eles são o casal que mais admiro dentre meus amigos, eles mudaram, se modificaram, se melhoraram e continuam lutando por esse amor que o PS abençoou!!!

Um companheiro de NA - por diversas vezes recaiu, sua família nunca desistiu dele, no entanto em um determinado momento permitiu que ele "vivesse" a escolha dele, esse companheiro passou 60 dias na favela, usando dia e noite e fazendo sabe-se lá o que para sustentar seu vício, constantemente alguns companheiros dele passavam pela "bocada" para "especular" se ele ainda estava vivo, se estava bem, ele dizia: "Tô bonzão! Arranjei até namorada aqui!" - esse companheiro chegou a emagrecer acho que mais que 30 kg, no aniversário dele, sua familiar (companheira de Nar-Anon), foi visitá-lo na favela com outros companheiros e conseguiram convencê-lo de se internar, ele ficou mais de 6meses na contenção - A companheira dizia que ele não parecia seu familiar por tão dopado que ele ficava lá, no final das contas ele ficou um ano internado, saiu e já trocou a ficha de um ano do NA, alguns acharam certo ele trocar, outros acharam errado, mas no final das contas o mais importante foi ter de volta esse companheiro e poder partilhar com ele essa vitória!!!!
Aliás, esse companheiro ficou internado naquela clinica que foi "denunciada" no Fantástico por maus tratos, essa família é imensamente grata- inclusive o adicto que ficou internado lá - àquele dono da clinica que foi crucificado em rede nacional. - Eu concordo??? Eu não tenho que concordar, apenas torço para que essa família continue em recuperação, e que consiga sempre alcançar mais e mais bençãos!

Uma companheira de Nar-Anon, tem seu familiar na ativa, usando, voltando, recaindo, prometendo, chorando, roubando desde que eu ingressei no Nar-Anon, ela é uma das pessoas que mais admiro no grupo, não porque ele "não abandonou o adicto", mas porque ela conhece bem a si mesma, sabe até onde ela pode ir, e já pesou bem os prós e contras de suas atitudes, o familiar dela pode até algumas caracteristicas adictivas, mas antes de ser adicto é um ser humano com suas peculiaridades e etc.

Como sempre digo, só mudamos quando a dor de permanecer igual for maior que a dor de mudar. Você já se perguntou o que faria você sofrer mais:


Lutar junto ou Lutar Separado?
Permitir o uso de drogas dentro da sua casa ou Saber que o adicto está usando drogas na favela?
Procurar um grupo de ajuda mutua ou Não se expor?
Internar o familiar ou deixar que ele Regresse do fundo do poço com as próprias pernas?
Monitorar o adicto ou Dar um voto de confiança?
Sofrer próximo ou Sofrer Longe?
Esconder seus sentimentos ou Partilhar sua vida toda?
Assumir que está doente ou Assumir que o doente é o outro?
Julgar a si mesmo ou Julgar o outro?
Se achar superior e esconder seus defeitos de caracter ou Partilhar sua identificação?


Por isso que não modero meus comentários, por isso que aqui tenho uma aba para que quem queira partilhar se sinta a vontade, por isso que também tenho aqui uma aba de publicação da literatura do Nar-Anon, no caso de alguém encontrar meu blog e não encontrar nenhuma identificação, assim recorremos juntos a literatura.

A pior coisa é usar a programação para "atacar" o outro, ou para "se defender", a programação existe para nossa recuperação pessoal, já usei a recuperação para atacar as pessoas e no final eu acabei sendo a mais prejudicada, pois passei 01 ano vivendo a recuperação de quem eu achava que estava errado ao invés de olhar para mim mesma.

Num grupo presencial, que por infelicidade uma companheira fez um comentário que ao meu ver jamais deveria ser feito, tal comentário me distanciou daquele grupo por meses, por meses eu perdi as partilhas que poderiam me ajudar, por meses eu deixei de "pegar o que me servia e deixar o resto", por meses eu me privei de acolher um recém chegado naquele grupo... Mas voltar dependeu de mim, eu trabalhei essa minha dificuldade, voltei sem qualquer retorno àquela companheira do comentário infeliz, ela continuo fazendo tal comentário, eu partilhei MEU sentimento em relação a tal comentário, mesmo assim ela continuo, o que eu fiz? Bem, hoje, quando estou naquela sala e ela faz o tal comentário, tento perceber o familiar que se sentiu desconfortável, depois em particular pergunto a ele se aquilo o fez se sentir mal, e partilho com ele que me senti mal também e que partilho também como trabalhei tal dificuldade.

Amor incondicional é:


    Amar o outro da maneira como ele é.
    Aceitar o outro da forma como ele é.
    Não julgar.
    Não tentar modificar o outro, porque só podemos modificar a nós mesmos, aos outros só podemos amar!
    Acolher o outro da forma como posso, as vezes quem partilha necessita apenas ser ouvido!
    Escutar e aprender.
    Encorajar e apoiar.
    Aceitar o outro até mesmo quando não me identifico.
    Trabalhar sempre em mim a amorosidade do programa!Por isso que sempre digo : 
    EU AMO VOCÊS INCONDICIONALMENTE!!!!! E AMO MESMO!!!!