sábado, 9 de março de 2013

4° PASSO


“ Fizemos um profundo e destemido inventário moral de nós mesmos”



Estamos começando uma nova maneira de viver e precisamos nos livrar da carga e das armadilhas que nos controlavam e nos impediam de crescer.
Este medo pode até nos impedir totalmente de dar esse passo crucial. Descobrimos que o medo é a falta de Fé, e encontramos um Deus amoroso e pessoal, não precisamos mais ter medo.
Quando está tudo no papel, é muito mais fácil ver a nossa verdadeira e muito mais difícil negá-la.
A Auto avaliação honesta é uma das chaves da é uma das chaves da nossa nova maneira de viver.
Admitimos que a adicção nos derrotou e que precisamos de ajuda.
A maioria de nó descobriu que não éramos tão terríveis, nem tão pouco tão maravilhosos como imaginávamos.
Damos o quarto passo para ganhar força e discernimento.
Precisamos por um ponto final no passado e não nos agarrar a ele.
No Passo Quatro, começamos a entrar em contato conosco. Escrevemos sobre as nossas deficiências, tais como culpa, vergonha,remorso, autopiedade, ressentimento, raiva, depressão, frustração, confusão , solidão, deslealdade, desesperança, fracasso, medo e negação.
Temos a tendência de pensar negativamente e, escrevendo temos a possibilidade de olhar mais positivamente parao que esta acontecendo.
O importante é escrevermos um inventário moral. Se a palavra moral o incomodar, podemos chamá-lo de inventário do positivo/negativo.
Podemos temer que o contato com os nossos sentimentos vá detonar uma insuportável reação em cadeia de dor e pânico.
Através do processo de inventario somos capazes de lidar com todas as coisas que possam acumular.
Ao escrever, vamos abrir a tampa da nossa panela de pressão.