sábado, 9 de março de 2013

8° PASSO

“Fizemos uma lista de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e dispusemo-nos a fazer reparações a elas.”



Este é o teste da recém encontrada humildade.
Nosso objetivo é a libertação da culpa que temos carregado.
Queremos olhar o mundo de frente sem agressividade ou medo.
O oitavo passo não é fácil; exige um novo tipo de honestidade nas nossas relações com os outros. O oitavo passo inicia o processo do perdão; perdoamos aos outros, possivelmente somos perdoados e, finalmente, nós nos perdoamos a aprendemos a viver no mundo.
Quando chegamos a este passo, estamos prontos para compreender mais do que sermos compreendidos.
Podemos viver e deixar viver mais facilmente, quando conhecemos as áreas em que devemos reparações.
O oitavo passo nos confronta com um problema. Muitos de nós tem dificuldade de admitir que prejudicaram outras pessoas, pois julgavam-se vítimas de suas adicção . è crucial evitar esta racionalização.
O que nos fará sentir melhor é limpar nossas vidas aliviando a culpa.
O oitavo passo oferece uma grande mudança numa vida dominada pela culpa e pelo remorso.
Quando percebemos a nossa necessidade de sermos perdoados temos a tendência de perdoar mais. Pelo menos, sabemos que não estamos mais magoando os outros intencionalmente.