sábado, 9 de março de 2013

6° PASSO

 Pronticamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.


O que nós batalhamos no 6º passo é a boa-vontade.


Queremos realmente nos livrar de nossos ressentimentos, raivas° dos nossos medo, pois há uma certa segurança familiar distorcida na dor que nos é familiar.
PARECE MAIS SEGURO ABRAÇAR O QUE CONHECEMOS DO QUE ABRIR MÃO PELO DESCONHECIDO.


Antes de fazermos os passos 4 e 5, podíamos ceder ao medo, à raiva, à desonestidade ou à autopiedade.
O egoísmo se torna um grilhão intolerável e destrutível, que nos prende aos maus hábitos

PRECISAMOS DE UMA MUDANÇA DE PERSONALIDADE , SE QUISERMOS NOS MANTER LIMPOS.

Devemos entrar em contato com os velhos defeitos com a mente aberta. Estamos conscientes deles e, ainda assim, cometemos os mesmos erros e somos incapazes de cortar os maus hábitos.

Aprendemos que estamos crescendo quando cometemos novos erros, em vez de repetir os velhos.


Nós nos rendemos ás simples sugestões que o programa nos oferece.
A fé, humildade e aceitação acabarão por substituir o orgulho e a rebeldia.
Começamos a nos sentir melhor á medida que a boa vontade se transforma em esperança.