sexta-feira, 8 de março de 2013

CARTA DE DESPEDIDA ÀS DROGAS


Meu primeiro e arrebatador amor Preciso dizer-lhe que não posso mais levar adiante essa paixão doentia e devastadora, que me consome, maltrata e me destrói Fiz de tudo para ficar ao seu lado. Por você eu mataria Morreria. Fui até ás ultimas conseqüências Por você. Rastejei, transformei-me em um farrapo humano. No início, você mostrou-se tão carinhosa, solidária e companheira de todas as horas. Mas, quando você me viu ali, tão vulnerável, tão dependente de ti, tu me abandonastes Você jurou-me amor e fidelidade eterna. Mas, sempre me deixou sozinha quando meu dinheiro acabava. Destruiu minha vida, minhas amizades, meu amor próprio e minha auto-estima. Eu te procurava por toda a parte e faria qualquer coisa para tê-la, nem que fosse um pouquinho, apenas por alguns instantes. Não a culpo por nada, eu que te quis de maneira compulsiva e desmedida. Eu passava por cima de qualquer um, só para ficar contigo. E, quando tu ias embora, eu implorava por mais um pouco de você Por ti perdi meu senso de limite. Vendi tudo que tinha para comprar um pouco da sua presença. Esmolei por apenas um segundo do seu amor. Eu sentia uma necessidade física e mental de tê-la a qualquer custo. Tudo que tinha de mais precioso, eu te dei Dei-lhe o melhor de mim, o melhor dos meus anos e recebi apenas o pior de você. Quando você estava comigo, nada mais me importava Quanto mais a tinha, mais eu a queria. Eu só pensava em você e isso me enlouquecia. Meu amor... Não posso mais prosseguir. Minha ilusão de controlá-la esvaiu-se. Certamente, você nunca mais estará sozinha. Haverá sempre outra pessoa para você hipnotizar e escravizar. Mesmo te amando assim, louca e desesperadamente Preciso esquecê-la. Tentarei seguir sem você. Sei que será difícil, pois você ocupou todos os espaços em minha vida. Seu amor sugava a minha alma, eu ficava vazia de pensamento e sentimento. Ficar contigo era muito sofrimento Prazer apenas momentâneo